novembro 2012

Os vários lados da moeda chamada INTERNET

2 de novembro de 2012
Em: Minhas Histórias | Seja o primeiro a comentar!

A divulgação de portfólios pela internet é considerada essencial para todos os ramos e quem trabalha com artes é necessária esta divulgação a cada peça criada ou realizada que alcançará qualquer pessoa que a com rapidez da divulgação, cada clique postado pode ser uma oportunidade de um novo negócio.

Porém não é só de amor que se vive uma relação. E a relação portfólio e internet têm suas desvantagens, que além de atingir aquele cliente tão almejado, atinge pessoas de todos os instintos.

Foi a partir de vários relatos tristes de profissionais que tem seus portfólios lançados na rede que resolvi escrever essa postagem onde vejo que a internet não tem só o lado bom para divulgação e sim outros lados que um deles chama-se cópia.

O que realmente é considerado cópia? Até onde uma pessoa pode copiar outra? Até onde esse nome cópia deixa ser nociva e passa a ser mal?

Dentro do artesanato é difícil saber quem foi o criador de tal ideia, modelo ou estilo. Cada artesão leva consigo sua identidade e essa não é capaz de ser copiada, porém é triste ver que na internet os portfólios de artesãos não podem pensar em não ter a logomarca em forma de marca d’agua bem no meio de sua imagem, caso contrário podem ser copiada não por artesãos que tem o intuito de ideia, admiração ou inspiração mas sim para o mal.

Ter admiração, inspiração e humildade em dizer que não chego aos pés das minhas admiradas faz de mim uma pessoa tranquila e digna de meu trabalho. Às vezes clientes chegam com imagens de outras pessoas e perguntam se faço igual, minha resposta é na lata: “Não. Igual nunca. Mas pode ser parecido, pois cada uma tem sua identidade.”

Cópia mal é daqueles que dão um jeito de cortar a marca d’água e vender dizendo que a criação ou execução foi sua. O verdadeiro Gato por Lebre.

Isso infelizmente é um lado triste dessa moeda chamada internet. Cuidado todos!